4 razões pelas quais você não fala inglês

Você não fala inglês? Acha que está sozinho nessa? Acredite você não está! De acordo com o EF English Proficiency Index (EF EPI) de 2012, os brasileiros não sabem falar inglês. De 56 países que foram estudados, o Brasil ficou na 46ª posição do ranking. Isso quer dizer que o Brasil tem um índice de proficiência muito baixa.

E eu não quero que você faça parte dessa maioria, por isso que preparei esse artigo. Assim, descobrindo as razões, será muito mais simples lutar contra elas e provar que você não está incluso entre os brasileiros que não dominam o idioma. Acredite, com determinação e força de vontade, você vai chegar no seu objetivo de falar inglês fluente.

Confira agora as 4 razões pelas quais você não fala inglês

Muitas pessoas que iniciam um curso de inglês não conseguem concluir, existem vários fatores que contribuem para isso. Mas o fato é que, abandonar um curso de inglês, além de deixar o aluno com baixa autoestima, também dificulta ainda mais o aprendizado do idioma posteriormente.

Depois de tantos anos tentando aprender inglês, muitas pessoas desistem e dão as mais variadas desculpas, como “inglês é muito difícil”, “não nasci para falar inglês” ou “inglês é só para os escolhidos”. Na verdade essas desculpas não têm fundamentos. Mas agora vamos às razões que te impedem de falar inglês:

1- Aprender a ler antes de aprender a ouvir

Não sei se você vai lembrar, mas quando era criança, o que aprendeu primeiro antes de começar a falar? Antes de tudo você ouvia, ouvia seus pais e familiares conversando com você e entre eles. Então, assim como acontece com as crianças, a ordem ideal para aprender um novo idioma é: ouvir, entender, falar, ler e escrever.

Claro que isso não significa que somente as crianças podem aprender inglês, e sim que você simplesmente precisa usar as mesmas estratégias que elas. Faça esse teste de aprender a ouvir primeiro, você vai ver que a velocidade do seu aprendizado será multiplicada.

2- Não levar em consideração seu estilo de aprendizagem

Certamente você já passou por uma situação parecida com essa: Você está em uma sala de aula, junto com uma turma de alunos, todos assistem a mesma aula, mas você tem a sensação de que outros aprendem e você não! A sua expressão é mais ou menos igual a essa do Mister Bean. Essa situação te causa uma sensação incomoda e te desmotiva. Mas por que isso acontece? Porque cada aluno tem um estilo de aprendizagem.

Quando o seu estilo é o mesmo do professor, você aprende com mais facilidade, mas quando ocorre o contrário, o aprendizado pode chegar a ser quase impossível em alguns casos. Uma vez que você consegue descobrir qual é o seu estilo individual de aprendizagem, fica mais fácil de aprender não só o inglês, mas outros idiomas também.

3- Aprender gramática antes de falar inglês

E lá vem a gramática mais uma vez atrapalhando os alunos da língua inglesa. Mas vamos lá… Ensinar e aprender a gramática antes de aprender a falar inglês é um dos maiores erros que os cursos de idiomas podem cometer. Quando os alunos aprendem gramática primeiro, ficam pensando nas regras gramaticais na hora de falar, e a comunicação fica mais difícil. Assim como em português, você não precisa ficar pensando nos tempos verbais, pronomes ou artigos. Afinal, a fala deve fluir naturalmente, sem necessidade de se preocupar com isso.

É nisso que o material didático utilizado nos Estados Unidos difere do brasileiro: o primeiro não dá ênfase à gramática, por isso os alunos conseguem aprender uma nova língua em poucos meses.

Eu falei mais sobre esse assunto quando te expliquei sobre o método de Aprendizagem Acelerada.

Claro que aprender gramática é importante, mas não é fundamental para você se comunicar. Portanto, fuja dos cursos que propõem ensinar gramática antes de você falar inglês, ou suas chances de falar fluentemente serão bem menores.

4- Não utilizar as novas tecnologias

tecnologia-falar-ingles

Todos sabem que a tecnologia já é indispensável em nossas vidas, e com as escolas de inglês não é diferente. A sala de aula tradicional, em que o aluno fica sentado passivamente, e o professor só conta com o pincel e o quadro branco, não funciona mais como antigamente.

Hoje, o mundo globalizado oferece diversos recursos que podem potencializar o ensino de inglês: Celulares, tablets, músicas, filmes, internet, livros eletrônicos… E muito mais! Ou seja, não existem mais desculpas para não incrementar o aprendizado de inglês, tanto pelos cursos, quanto pelos próprios alunos.

Bom, agora que você descobriu 4 das razões pelas quais a maioria das pessoas não falam inglês, você já pode lutar contra elas. Por isso, não pare por aqui. Clique aqui para fazer o pedido do nosso Livro Físico Gratuito: Guia Para Falar Inglês Rápido e Sozinho

See you soon! Bye bye!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *